O Crescimento dos Pêlos e a Fotodepilação

O Crescimento dos Pêlos e a Fotodepilação

O Crescimento dos Pêlos e a Fotodepilação

O processo de crescimento dos pêlos tem a condicionante de variar de pessoa para pessoa, consoante a idade, o sexo, o metabolismo, os medicamentos que se tomam e uma série de outros fatores. O ciclo de crescimento apresenta variadas fases que pelas suas características são mais ou menos aconselháveis/ favoráveis a eliminação do pêlo de forma mais eficaz, através dos tratamentos de fotodepilação.

Quer livrar-se do pêlo inestético e incomodativo?

Para quem pretende livrar-se do pêlo é muito importante que começa as etapas de crescimento deste, para que possa entender o porquê de a queda do pêlo não acontecer numa só sessão e ao mesmo tempo.

E tudo começa no folículo do pêlo…

O pêlo tem origem no folículo piloso, este é um dos poucos tecidos que contém células germinativas, que têm poder de divisão e multiplicação. É no folículo piloso que se encontra a raiz do pêlo e é sobre esta que a luz pulsada ou o laser vão incidir. Para perceber melhor o efeito da fotodepilação e livrar-se do pêlo perceba um pouco mais do ciclo do seu ciclo de crescimento.

Mas será assim tão importante a etapa de crescimento do pêlo para obter bons resultados na fotodepilação?

Efetivamente a fase de crescimento do pêlo potencializa os resultados da fotodepilação. Na verdade o efeito da fotodepilação é maior na fase em que existe melanina em enorme concentração no pêlo. Esta vai funcionar como sinalizador, atraindo a luz dos disparos da fotodepilação. Mas para que possa compreender um pouco mais é importante saber que todos os pêlos atravessam três fases de crescimento: Anágena (referente ao crescimento do pêlo), a Catágena (fase intermédia) e a Telógena.

Porque resulta melhor a fotodepilação na fase da Anágena do ciclo de crescimento do pêlo?

Na fase Anágena, os pêlos que têm origem no folículo piloso, estão muito próximos da parede do mesmo, que se apresenta mais estreito. Nesta etapa do crescimento do pêlo existe uma enorme concentração de melanina, que entra em contacto com as estruturas do folículo piloso o que facilita a destruição do pêlo. Dai o resultado da fotodepilação ser bem visível nos pêlos que se encontram na Anágena na altura do tratamento. A cada sessão de fotodepilação, uma boa parte dos pêlos que se encontram nesta fase é eliminado, assim como, a capacidade de produção de novos pêlos no folículo piloso diminui. Gradualmente, à medida que decorrem as sessões os resultados conseguidos são cada vez melhores. Nesta fase do ciclo do crescimento do pêlo consegue-se a destruição de 50 a 80% do pêlo.

É importante, no entanto que perceba que no ser humano nem todos os pêlos estão na mesma fase do ciclo de crescimento, dai que o enfraquecimento e desaparecimento do mesmo através do tratamento por fotodepilação seja progressivo e positivo . Se todos os pêlos estivessem na mesma fase, haveria uma perda de total de pêlo.

O que acontece nas duas outras fases de crescimento do pêlo?

Na Catagénese existe uma paragem no crescimento do pêlo, as células germinativas do folículo do pêlo não funcionam neste período.

Na fase de Telogénese que tem uma duração que pode ir até 3 meses, é caracterizada pela queda do cabelo já morto. Após este acontecimento o ciclo de crescimento do pêlo recomeça.

O tempo do ciclo de crescimento do pêlo diminui com a fotodepilação?

Ao longo do tratamento com fotodepilação a duração do ciclo de crescimento do pêlo diminui sim. Dai se justificar a recomendação de que os intervalos entre sessões, seja de pelo menos 20 dias. Deste modo todos os pêlos que ainda não foram eliminados têm tempo de crescer, atingindo-se com o tratamento, uma maior quantidade de pêlo e ganhando-se pontos na diminuição e enfraquecimento do mesmo pelo processo de fotodepilação.

Para Concluir

Resumindo, sabendo que a fotodepilação tem maior efeito na fase anágena não é possível numa só sessão de tratamento acabar com todo o pêlo, pois nem todos os pêlos se encontra na mesma fase de crescimento, logo não é possível destruir todos os folículos na sua fase ativa. Na generalidade em cada fase do tratamento parte dos pêlos são destruídos, outros podem ser enfraquecidos transformando-se em pêlos finos e claros, e alguns estão numa fase em que estão adormecidos.

O tratamento deve ser redobrado para destruir os folículos capilares que não foram destruídos na primeira sessão, já que se pode observar o crescimento de novos pêlos.

As sessões devem ser programadas com intervalos de 20 dias, de forma regular, com o objetivo de eliminar os pêlos que estavam na fase de repouso na sessão anterior de fotodepilação.

Á medida que as sessões se sucedem, os pêlos atingidos na fase da anágene são em maior número, verificando-se por isso um maior resultado do tratamento ao longo do tempo.

Comentários recentes...