Complicações causadas pelos Métodos de Depilação Tradicionais

Complicações causadas pelos Métodos de Depilação Tradicionais

Complicações causadas pelos Métodos de Depilação Tradicionais

Embora mais baratos, os métodos tradicionais de depilação, tais como a epilação com cera, lâmina ou cremes, têm, por vezes, uma durabilidade mais reduzida, obrigando a depilações constantes, e acarretam um número substancial de complicações que têm justificado a procura crescente por métodos de depilação alternativos, como por exemplo a fotodepilação.

Confira, de seguida, algumas das complicações frequentes causadas por estes métodos:

  1. A depilação com lâminas ou gillettes dura apenas dois dias e é responsável por um elevado número de cortes na pele. Existem mesmo algumas mulheres ou homens que são alérgicos ao metal da lâmina ou até às espumas utilizadas para rapar os pelos com lâmina;
  2. Os cremes depilatórios frequentemente provocam reações alérgicas, algumas muito graves, devido aos fortes compostos químicos que os constituem. No espaço de dois dias, os pelos voltam a crescer. A sua utilização na zona da virilha é altamente desaconselhada, dada a proximidade da região genital. Apresentam um cheiro muito intenso e, caso não sejam convenientemente retirados, podem manchar a roupa;
  3. A epilação com cera fria precisa de manutenção de 20 em 20 dias e normalmente arrasta consigo a foliculite, já que os pelos encravam bastante, crescendo por dentro da pele. Por outro lado, a cera fria não pode ser reutilizada, sob risco de contaminação. Os pelos devem estar compridos para que a cera fria possa ser utilizada.
  4. A epilação realizada com cera quente, apesar de não encravar os pelos, dilata os vasos sanguíneos e pode originar o aparecimento de varizes. A cera quenta apenas pode ser reutilizada pela própria pessoa, não constituindo, assim, grande vantagem. Também exige manutenção de 20 em 20 dias e, para que os pelos possam ser arrancados, devem ter pelo menos 0,5 cm de comprimento;
  5. Tanto a depilação com cera fria como com cera quente dificilmente podem ser executadas pela própria pessoa (quer pela falta de coragem em puxar o pelo, quer pelo difícil acesso da própria mulher a algumas zonas, como a parte de trás das pernas, por exemplo). Normalmente é realizada em gabinetes de estética, pelo que, a longo prazo, acaba por não ficar assim tão barata, compensando, então, investir na fotodepilação enquanto método mais duradouro de eliminação dos pelos.

Claro que, no final do dia, é importante um diagnóstico por uma profissional qualificada, que avalie o seu corpo, tipo de pele e condições médicas que possa ter e, então sim, possa tomar a melhor opção para si.

Comentários recentes...